Freguesias

Social-democrata diz que redução de freguesias é "injusta" e questiona se "privar" cidadãos é "admissível"

Social-democrata diz que redução de freguesias é "injusta" e questiona se "privar" cidadãos é "admissível"

O presidente da Associação Nacional de Freguesias, Armando Vieira, considerou hoje "injusta" a redução proposta pelo Governo e interrogou-se "até que ponto será admissível privar centenas de milhares de cidadãos" destas estruturas locais.

"A ANAFRE tudo tem feito para honrar a sua missão e para fazer parte da solução e não do problema, a salvaguarda do bem comum é o que sempre me e nos guiou, é a defesa dos nossos concidadãos, por isso temos olhado com frustração e inconformismo para tudo o que o contexto de crise espoletou e para a situação de injustiça em que objetivamente a ANAFRE tem sido colocada", afirmou o social-democrata Armando Vieira.

O presidente da Associação Nacional de Freguesias (ANAFRE), que discursava no XXXIV Congresso do PSD, sublinhou depois que as freguesias "representam uma despesa de 0,098 por cento no Orçamento do Estado para 2012, um peso que percentualmente tem vindo a descer acentuadamente na última década".

"Noventa por cento destes eleitos locais exercem em regime de voluntariado a sua atividade, recebendo apenas de ajudas de custo cerca de 274 euros, só seis por cento estão a tempo parcial e quatro por cento a tempo inteiro, pergunta-se então se será legítimo e racionalmente fundamentado extinguir as 1400 freguesias previstas", interrogou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG