O Jogo ao Vivo

UGT

UGT diz que apoiará decisão de Cavaco mas pede "responsabilização"

UGT diz que apoiará decisão de Cavaco mas pede "responsabilização"

O secretário-geral da UGT, Carlos Silva, afirmo, esta quarta-feira, que apoiará a decisão do Presidente da República, quer passe por eleições antecipadas ou pela manutenção do atual Governo de coligação, mas pede "responsabilização dos atores políticos".

"A UGT, embora não seja uma defensora da demissão do Governo, não é também contra a possibilidade de um ato eleitoral antecipado, pois dependerá do entendimento do Presidente da Republica a convocação ou não de eleições", disse Carlos Silva no final de uma audiência em Belém.

A UGT considerou ainda que o importante, no atual contexto, é a "responsabilização dos atores políticos".

"Todos os atores devem ser responsabilizados nesta decisão. Os governantes têm que o fazer pois não há estado de graça e a ligação do Governo aos portugueses está bastante fragilizada", salientou.

Carlos Silva considerou ainda que, para a UGT, "mais importante do que as pessoas que estão no Governo importaria alterar as políticas que têm agravado a vida dos portugueses nos últimos dois anos".

"Mais do que a dança das cadeiras ou as caras importaria que houvesse uma atitude positiva e uma fortíssima sensibilidade social", sublinhou Carlos Silva, referindo no entanto a importância de manter os compromissos externos do Estado português.

"É preciso transformar as políticas em fatores de relançamento da economia", disse.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG