Política

"Um passo de cada vez", responde Marco António a Menezes

"Um passo de cada vez", responde Marco António a Menezes

O vice-presidente do PSD e secretário de Estado Marco António Costa escusou-se hoje a dar uma resposta clara à sugestão de Luís Filipe Menezes, de que gostaria de o ver como seu sucessor na Câmara Municipal de Gaia.

"Um passo de cada vez, neste momento o facto de continuar como vice-presidente do partido e com funções governativas acrescenta-me mais responsabilidade ao trabalho que tenho de fazer, é assim que entendo as coisas, como uma responsabilidade acrescida", afirmou Marco António aos jornalistas, no intervalo para jantar do congresso do PSD.

O presidente da Câmara de Gaia, Luís Filipe Menezes, deu a entender que pretende ser sucedido na liderança daquela autarquia pelo atual secretário de Estado da Segurança Social, Marco António Costa.

"Caro presidente do partido, se não for a bem, lá para daqui a um ano, eu tenho muito receio que a gente se zangue, porque eu quero vir aqui roubar-lhe um secretário de Estado que necessito para essa causa", afirmou Menezes, dirigindo-se a Passos Coelho no Congresso, sem nunca explicitar totalmente estar a referir-se a Marco António Costa, seu ex-vice-presidente em Gaia.

À saída do Congresso, Marco António escusou-se a responder de forma taxativa, invocando sempre os desafios governamentais e do país.

"Temos pela frente grandes desafios não só eleitorais mas o desafio nacional de levarmos por diante o ajustamento financeiro e económico e sempre com resposta aos problemas sociais", disse.

Perante a insistência dos jornalistas, se vai estar com "um pé no Governo e outro nas autárquicas", Marco António respondeu: "Não, vou estar como sempre estive, fazer as coisas com sentido de responsabilidade e muito trabalho".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG