Desemprego

Vítor Gaspar reconhece que "maior problema" é o desemprego

Vítor Gaspar reconhece que "maior problema" é o desemprego

O ministro das Finanças, Vítor Gaspar, afirmou hoje que a execução orçamental de 2012 está "globalmente próxima do padrão previsto" e que o ajustamento da economia vai "bom caminho", sublinhando que o "maior problema" é o desemprego.

"O ajustamento da economia portuguesa está no bom caminho. Os objetivos de consolidação orçamental para 2011 foram cumpridos e a execução orçamental em 2012 está globalmente próxima do padrão previsto", disse Vítor Gaspar.

O ministro falava na Assembleia da República, na abertura do debate com os deputados do Documento de Estratégia Orçamental para 2012-2016 e do Quadro Plurianual de Programação Orçamental para o mesmo período.

O ministro sublinhou ainda que a redução do desequilíbrio externo "tem sido mais rápida do que o inicialmente previsto", o que deve, em "larga medida", ao crescimento das exportações.

Assim, acrescentou a seguir, "o maior problema" que Portugal enfrenta é o desemprego, que "deixa uma marca durável na vida dos desempregados" e "não admite resignação".

Vítor Gaspar sublinhou que o aumento do número de desempregados foi "particularmente significativo" no final de 2011 e no início de 2012, coincidindo com um período de contração económica que, porém, ficou aquém do estimado.

É por isso que, disse, a "magnitude do agravamento do desemprego face ao esperado" não se explica por uma relação "empírica" com a atividade económica, reiterando que o Governo apresentará a sua "perspetiva" sobre esta questão no final do quarto exame regular do cumprimento do acordo da ajuda externa que a 'troika' dos credores internacionais está agora a fazer.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG