ETA

Adiado acórdão de etarra para 6 de Janeiro

Adiado acórdão de etarra para 6 de Janeiro

O Tribunal das Caldas da Rainha adiou, esta segunda-feira, para 6 de Janeiro, o acórdão do alegado etarra Andoni Zengotitabengoa Fernandez, depois de aceitar o pedido do Ministério Público para que o arguido fosse acusado de associação e apoio ao terrorismo.

Andoni Zengotitabengoa Fernandez foi julgado por dois crimes de furto qualificado, nove crimes de falsificação e um crime de detenção de arma proibida, todos com vista à prática de terrorismo e ainda um crime de resistência e coação sobre funcionário.

O Ministério Público (MP), nas alegações finais, pediu uma alteração dos crimes, passando a detenção de arma proibida para associação e apoio ao terrorismo.

Esta segunda-feira, o juiz presidente Paulo Coelho anunciou esta alteração e concedeu 10 dias para que a defesa do alegado etarra exercesse o contraditório e mais 10 dias para o MP se pronunciar sobre os argumentos da defesa, a cargo do advogado José Galamba.

Outros Artigos Recomendados