segurança

Arguido reafirma inocência nos incêndios dos Caramulo

Arguido reafirma inocência nos incêndios dos Caramulo

Patrick Teixeira, um dos dois arguidos acusados de, no verão de 2013, ter ateado incêndios florestais no Caramulo onde morreram quatro bombeiros, voltou esta tarde de quarta-feira a reafirmar, no tribunal de Vouzela, que todas as acusações são falsas.

Patrick Teixeira reiterou estar inocente ao ser incentivado pelo presidente do Coletivo de juízes, Carlos Oliveira, "a acabar com a brincadeira", depois de na terça-feira, o outro arguido, Fernando Marinho ter confessado que ele e o amigo atearam vários focos de incêndio com um isqueiro na noite de 20 de agosto.

À pergunta do juiz, Fernando respondeu: "Estou completamente inocente", afirmou, tal como havia feito no primeiro depoimento.

Patrick Teixeira de 29 anos e Fernando Marinho, de 21, começaram a ser julgados terça-feira por um crime de incêndio florestal, quatro de homicídio qualificado e 13 de ofensa à integridade física qualificada. Patrick responde ainda por um crime de condução sem habilitação legal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG