segurança

Comissão de Utentes repudia disparo que feriu funcionário da Euroscut

Comissão de Utentes repudia disparo que feriu funcionário da Euroscut

A Comissão de Utentes da Via do Infante repudiou e lamentou o disparo que provocou ferimentos num funcionário da autoestrada do Algarve (A22) que se tinha deslocado a um pórtico que tinha sido incendiado.

"Repudiamos e lamentamos esta atitude e esperamos que esta situação não passe daqui", afirmou um representante da Comissão de Utentes, João Vasconcelos, frisando que "a luta deve pautar-se sempre pela legalidade, porque Portugal é um Estado de direito democrático".

João Vasconcelos disse esperar que os problemas registados depois da introdução de portagens na A22, na quinta-feira, não se repitam, depois do incidente registado esta noite junto ao pórtico instalado entre Algoz e Guia e o verificado na segunda-feira, em Boliqueime, com o disparo contra a estrutura e o incêndio de uma instalação de apoio informático.

Vasconcelos apelou, no entanto, ao Governo para que perceba que "os algarvios vão sentir grandes dificuldades com a medida, que vai agravar ainda mais os problemas sociais e económicos que o Algarve vive", como o aumento da taxa de desemprego, que já é a mais alta do País, com cerca de 15%.

"As pessoas estão a deixar de utilizar a Via do Infante e estão a circular pela Estrada Nacional 125, com todos os perigos que isto acarreta", realçou.

Um funcionário da Euroscut Algarve ficou ferido, terça-feira, sem gravidade em consequência de disparo de caçadeira, depois de se deslocar ao pórtico da zona da Guia que estava a arder.

O Comando Distrital de Operações de Socorros foi alertado pelas 20.09 horas para um incêndio nos pórticos de cobrança de portagens na Via do Infante (A22), no sentido Algoz-Guia, ao quilómetros 43, tendo enviado para o local seis elementos, apoiados por uma viatura, que extinguiram o fogo.

Na madrugada de segunda-feira um outro pórtico de cobrança de portagens na A22, junto ao nó de Boliqueime, foi baleado e uma estrutura de apoio com meios informáticos incendiada.

Outros Artigos Recomendados