segurança

Diretor do SEF entre 11 detidos em operação contra corrupção

Diretor do SEF entre 11 detidos em operação contra corrupção

Suspeitas de corrupção terão estado na origem da detenção do diretor do Serviço Nacional de Estrangeiros, Manuel Jarmela Palos, do Instituto dos Registos e Notariado, António Figueiredo, e da secretária-geral do Ministério da Justiça, Maria Antónia Anes. Em causa estão a atribuição de vistos "Gold". Os detidos serão presentes esta sexta-feira de manhã ao juiz de instrução criminal. A PGR diz que as buscas não visavam membros do governo.

Além do diretor do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e do presidente dos Registos e Notariado (IRN), entre os detidos estão pessoas ligadas à Golden Vista Europe, uma imobiliária de Cascais que está sob investigação. Dois indivíduos de nacionalidade chinesa, sócios desta empresa, também foram detidos.

Ao princípio da noite, a Procuradoria-Geral da República (PGR) confirmou seis dezenas de buscas em vários pontos do país, incluindo nos ministérios da Administração Interna, da Justiça e do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia. "Estas buscas destinaram-se à recolha de informação relacionada com departamentos, serviços e funcionários daqueles ministérios e não visavam membros do governo", diz em comunicado.

O gabinete da secretária-geral do Ministério do Ambiente e Ordenamento do Território e Energia (MAOTE) e a sede do SEF, em Porto Salvo, Oeiras, foram alguns dos locais onde se realizaram as buscas.

Já em junho, a Procuradoria-Geral da República confirmou que o Ministério Publico, em conjunto com a PJ, estava a investigar suspeitas de corrupção na atribuição de vistos "gold".

Segundo notícias avançadas então pela imprensa estariam também a ser investigados outros altos quadros dos ministérios da Justiça e da Administração Interna, elementos do Serviço de Informação de Segurança (SIS) e várias empresas imobiliárias.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG