O Jogo ao Vivo

segurança

Diretor do SEF indiciado por crimes de corrupção passiva

Diretor do SEF indiciado por crimes de corrupção passiva

Manuel Palos foi, este sábado, indiciado por dois crimes de corrupção passiva. O juiz Carlos Alexandre, do Tribunal Central de Instrução Criminal, confrontou-o durante cinco horas com as provas recolhidas na investigação e manteve a sua detenção.

O diretor do Serviço de Estrangeiro e Fronteiras (SEF) é, a par do líder do Instituto dos Registos e Notariado (IRN), uma das chefias de cargos do Estado detidas pela Polícia Judiciária, que fez 11 detenções pela alegada prática dos crimes de corrupção, branqueamento de capitais, tráfico de influência e peculato com os vistos dourados.

Nas primeiras audições, que terminaram cerca das 22 horas, foi ainda interrogado um funcionário da conservatória de Tábua, também indiciado por corrupção passiva, e dois empresários chineses da empresa Golden Vista Europe, de Cascais, da qual é sócia a filha de António Figueiredo, presidente do IRN.

Este domingo, será interrogado João Couto Alves Gomes, empresário que, com o ex-líder do PSD, Marques Mendes e o atual ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, e Ana Luísa Figueiredo, fundou, em 2009, a "JMF - Projetos & Business Lda.".

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG