segurança

Dois presos escavam buraco na parede e fogem da prisão de Leiria

Dois presos escavam buraco na parede e fogem da prisão de Leiria

Dois presos fugiram ao final da tarde deste domingo do estabelecimento prisional de Leiria. Os dois jovens escavaram um buraco na parede e fugiram. Ainda não foram localizados.

Dois jovens reclusos, um de Aveiro e outro de Oliveira do Bairro, evadiram-se, domingo à tarde, do Estabelecimento Prisional de Leiria, através de um buraco que escavaram numa parede.

Os evadidos têm entre 17 e 20 anos e cumpriam "penas muito pequenas", de acordo com fonte prisional. Um por furtos e outro por condução sem carta. Os reclusos fizeram um buraco na parede da sua cela, integrada num pavilhão de construção antiga, com pedra e argila.

Depois, e ainda de acordo com a mesma fonte policial, fizeram de vários cobertores uma corda, para saltarem discretamente, de uma altura de cerca quatro metros, para um pátio da cadeia.

Daí, tomaram a direção de uma rede exterior da cadeia, que estaria mal fixada e permitiu que eles passassem por baixo dela.

Terceira tentativa de fuga

Foi a terceira evasão de reclusos naquele pavilhão, conhecido como "O Pavilhão da Avó", com o mesmo método. Escavam pacientemente à volta das enormes pedras que compõem a parede e conseguem fazer um orifício suficientemente largo para fugirem.

Os guardas deram pela fuga de ontem às 18.30 horas, quando chamavam os reclusos para jantar. Mas não teriam fugido há muito tempo, pois, cerca das 17 horas, os dois jovens tinham sido vistos por um elemento da guarda prisional.

Os Serviços Prisionais, GNR e PSP colocaram-se em campo imediatamente, batendo as redondezas e locais onde poderiam ter apanhado um transporte para saírem de Leiria, mas sem sucesso, até à hora de fecho desta edição.

O Estabelecimento Prisional de Leiria é uma prisão-escola e alberga apenas reclusos menores de 21 anos.

Outras Notícias