O Jogo ao Vivo

Polícia

F.C. Porto lamenta agressão a Pedro Proença e pede investigação

F.C. Porto lamenta agressão a Pedro Proença e pede investigação

O F.C. Porto lamentou nesta terça-feira, em comunicado, a agressão de que foi vítima o árbitro lisboeta Pedro Proença e apelou às autoridades que investiguem o caso até às últimas consequências.

"O F.C. Porto lamenta a agressão de que foi vítima em Lisboa o árbitro Pedro Proença e apela às autoridades para investigarem o caso até às últimas consequências", pode ler-se na nota enviada pelo clube portista.

A mesma nota acrescenta acreditar não ter passado "de um acto isolado que não representa os adeptos de futebol", condenando o clube "qualquer forma de violência no desporto português".

Ao árbitro, o F.C. Porto desejou "uma rápida recuperação".

Pedro Proença, considerado o melhor árbitro da época passada, foi agredido na segunda-feira com uma cabeçada no Centro Comercial Colombo, quando se preparava para jantar, depois de terminar o treino de ginásio, tendo sofrido ferimentos na boca e partido dois dentes.

Devido aos ferimentos sofridos, Pedro Proença, que domingo dirigiu o encontro da Supertaça, entre o F.C. Porto e o Vitória de Guimarães, não poderá arbitrar na primeira jornada da Liga no próximo fim de semana, nem dos "playoffs" da Liga Europa ou da Liga dos Campeões.

Segundo a PSP, que elaborou o auto de notícia, o incidente ocorreu às 21 horas e o agressor foi identificado, afirmando "ser adepto e sócio de um clube", que a polícia se escusou a revelar.