segurança

Cadastrado do Banco de Portugal lavava dinheiro

Cadastrado do Banco de Portugal lavava dinheiro

O agente de uma rede suspeita de lavagem de dinheiro na Suíça estava há sete anos na lista negra do Banco de Portugal e, mesmo assim, continuou a participar em operações suspeitas envolvendo o BPN.

Francisco Canas é o proprietário da sociedade Montenegro e Chaves, Lda., na Rua do Ouro, em Lisboa, e foi um dos quatro detidos na operação "Monte Branco", do Departamento Central de Investigação e Ação Penal, Finanças e Unidade de Ação Fiscal da GNR. Desde 2005, estava proibido de efetuar "operações cambiais". Foi alvo de um alerta lançado pela instituição então liderada por Vítor Constâncio.

Nos últimos anos, Canas esteve ligado à Akoya Asset Management, uma gestora de fortunas sediada na Suíça que angariou muitos clientes em Portugal.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa