O Jogo ao Vivo

segurança

Cadáver degolado no parque é de indiano

Cadáver degolado no parque é de indiano

Por se encontrar desfigurado, ninguém o reconheceu, mas o homem que se suspeita ter sido assassinado e cujo cadáver foi encontrado num edifício abandonado em Vila Meã, vivia e era conhecido na região.

Francisco George Celestiano Goes e Sa, 53 anos, descendente de uma família indiana, eletricista, divorciado, viveu durante alguns anos, enquanto foi casado, com a mulher e três filhos, um dos quais menor, em Campos (Vila Nova de Cerveira).

A localidade é vizinha da de Vila Meã, onde no sábado, às 16.15 horas, um casal de namorados espanhol o encontrou morto com vários golpes na cabeça e pescoço, praticamente despido, no piso subterrâneo de uma construção inacabada em Montorros, onde há décadas começou a ser construído um megaparque de campismo.

Leia mais na versão e-paper ou na edição impressa.