segurança

Carrinha feita à medida para roubar cabos subterrâneos

Carrinha feita à medida para roubar cabos subterrâneos

Uma carrinha transformada e preparada para o furto de cabos subterrâneos, por causa do cobre, foi descoberta pela PSP, no Estoril, Cascais, na sequência de uma simples patrulha noturna de rotina.

O furto de cobre é dos problemas com mais complexa solução que enfrentam as autoridades, dados os lucros envolvidos e a fraca moldura penal. Só no ano passado as empresas de telecomunicações registaram 11 milhões de euros de prejuízos e foram afetadas 700 mil pessoas, segundo dados da associação do setor (APRITEL).

O veículo era uma carrinha tipo furgão, dotada com um alçapão no chão, para os ladrões acederem, sem serem vistos, às tampas metálicas que se encontram na via, um guincho para puxar o fio de cobre a partir do interior, espaço para armazenamento e uma "saia" na traseira do carro até ao chão para esconder a atividade criminosa.

Detidos duas vezes antes

Dos quatro ocupantes, dois já tinham sido detidos em outubro e novembro do ano passado, também pela PSP, embora com duas viaturas diferentes, também transformadas. Contas feitas, os ladrões, graças ao furto de cobre, conseguiram dinheiro suficiente para comprar três carros no espaço de apenas cinco meses e transformá-los. E nenhum era furtado.

Os indivíduos foram descobertos cerca da uma hora da madrugada desta quarta-feira, por um carro-patrulha da PSP do Estoril, que na altura passava pela Rua de Olivença. Um dos agentes achou estranho o facto de o veículo estar ali estacionado e uma rápida inspeção permitiu descobrir no interior os suspeitos.

Os detidos foram notificados para comparecerem em tribunal o que aconteceu ontem, à semelhança do que já acontecera no final do ano passado. Tal como nessa altura continuam em liberdade, apesar de terem sido detidos em flagrante delito.