segurança

Homem de 50 anos acusado de nove crimes de abuso de menores

Homem de 50 anos acusado de nove crimes de abuso de menores

O Ministério Público acusou um homem de 50 anos de nove crimes de abuso sexual, dois na forma tentada, a três primas menores, que à data dos factos, entre 2005 e 2008, tinham 9,11 e 12 anos.

Segundo o despacho de acusação, citado este domingo pela agência Lusa, uma das vítimas - hoje com 16 anos - é sobrinha neta do arguido, com quem viveu mais a esposa deste, em Benavente, entre os dois e os 12 anos, por decisão judicial.

De acordo com o MP, entre 2005 e 2008, o arguido terá abusado da criança em qualquer divisão da casa onde ambos viviam, ou no carro em que este a transportava, desde que estivessem sós. Em 2005 a criança tinha 9 anos.

No verão de 2005, o homem foi sozinho buscar uma prima da menor para passarem duas semanas de férias. De acordo com o MP, o arguido terá acariciado a criança no percurso até casa e, durante o período das férias, alegadamente abusou da menor no sofá e no quarto da habitação.

Antes de regressar à casa dos pais, o homem terá dito à menor, que na ocasião tinha 11 anos, para não contar a ninguém o que tinha acontecido nessas férias, sustenta a acusação.

No verão de 2007 e antes do carnaval de 2008, o arguido foi buscar uma sobrinha de carro, à data com 12 anos, para passar uns dias com ele, a esposa e a prima que o casal tratava como filha.

Nas duas ocasiões, o homem terá acariciado a menor e procurado que esta o acariciasse, tendo, num dos casos, aliciado a criança com 20 euros para que esta o deixasse tocar nas partes íntimas, refere a acusação.

De acordo com o MP, o arguido conhecia a idade das três menores e aproveitava-se do facto de as mesmas permanecerem em sua casa e terem uma relação de proximidade entre si para praticar os crimes.

Acrescenta a acusação que o homem sabia que tinha um especial dever de respeito para com A.S, em virtude de a criança estar confiada à sua guarda por decisão judicial, depender de si economicamente, ser sua familiar e por a menor o tratar como pai e à sua mulher como mãe.

O arguido está acusado pelo MP de cinco crimes de abuso sexual de crianças, um crime de abuso sexual de crianças na forma tentada, dois crimes de abuso sexual de crianças agravado e de um crime de abuso sexual de crianças agravado na forma tentada.

Ainda não há data para o início do julgamento no Tribunal de Benavente.

Conteúdo Patrocinado