segurança

Ourives assassinado à queima-roupa durante um assalto

Ourives assassinado à queima-roupa durante um assalto

Um ourives foi abatido, com um tiro na cabeça, cerca das 18.30 horas de sexta-feira, durante um assalto efectuado por um grupo de assaltantes - ao que tudo indica três encapuzados armados - no seu estabelecimento na zona das Galinheiras, em Lisboa.

Depois de se ouvir um tiro, os clientes de um café em frente à ourivesaria só tiveram tempo de se refugiar atrás do balcão. Um minuto depois, o proprietário do estabelecimento chamou o ourives várias vezes pelo nome, não obteve resposta, mas decidiu não entrar na ourivesaria depois de ver sangue na parede atrás do balcão de atendimento.

Foi dado o alerta às autoridades e já depois de os agentes da Esquadra da Musgueira, da 3.ª Divisão da PSP de Lisboa terem chegado ao local, um jovem esteve detido junto à ourivesaria, suspeito de pertencer ao grupo de assaltantes.

A PSP montou um perímetro de segurança na Azinhaga das Galinheiras, que esteve fechada das 18.30 até às 23 horas. A zona das Galinheiras, como é conhecido o local, é considerada muito problemática, ao ponto de os taxistas se recusarem a levar clientes para aquele local.

Conteúdo Patrocinado