segurança

Secretária trama Pereira Cristóvão

Secretária trama Pereira Cristóvão

Uma secretária do Sporting é uma das principais testemunhas contra Paulo Pereira Cristóvão. Foi por ela que passou o dinheiro para a cilada de corrupção contra o árbitro Cardinal. Depois, contou tudo à PJ.

Liliana Caldeira trabalhava com Cristóvão e os dados recolhidos no seu computador de trabalho ajudaram a PJ a desmontar a armadilha preparada para o árbitro, soube o JN.

A secretária - com quem hoje Cristóvão está judicialmente proibido de falar - não fazia ideia do plano, mas foi ela que entregou os bilhetes de avião e os dois mil euros para Rui Martins viajar até à Madeira e depositar o dinheiro numa conta do árbitro. Este elemento é funcionário da "Primuslex", "testa-de-ferro" de Cristóvão na firma "Right Express" e ex-membro da claque Directivo Ultras XXI.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa

ver mais vídeos