segurança

Levava menores deficientes para orgias em casas abandonadas

Levava menores deficientes para orgias em casas abandonadas

Apresentava-se como padrinho de um dos alunos das Oficinas de S. José, no Porto, para ganhar confiança com os menores e ter sexo com eles. Levava-os para casas abandonadas no Porto, onde as vítimas eram forçadas a participar em orgias. No final, dava-lhes dez euros, queijo e fiambre, para além de tabaco.

O empregado de mesa, de 54 anos, residente no Porto, atualmente em prisão domiciliária, começa, esta terça-feira, a responder no Tribunal de S. João Novo por três crimes de abuso sexual de crianças e três de recurso à prostituição de menores. A acusação do Ministério Público garante que o homem era conhecido nas Oficinas de S. José como o padrinho de um dos menores. Graças a esse rapaz, aproximou-se de dois outros adolescentes internados naquela instituição, entretanto extinta.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa

Outros Artigos Recomendados