Submarinos

Ninguém perguntou a Paulo Portas por documentos desaparecidos

Ninguém perguntou a Paulo Portas por documentos desaparecidos

O Departamento Central de Investigação e Ação Penal nunca fez qualquer abordagem ao ex-ministro da Defesa Paulo Portas para tentar encontrar os documentos desaparecidos do dossiê dos submarinos.

Paulo Portas, agora ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, invoca o gozo de férias para não responder a perguntas do JN lhe endereçara. Designadamente se tinha sido contactado ou alvo de buscas, da parte do Ministério Público, por causa do desaparecimento de documentos.

Mas, apesar do silêncio do ex-ministro da Defesa, responsável pela compra de dois submarinos alemães por mil milhões de euros, em 2004, o JN apurou que o Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) nunca tomou essa iniciativa.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa

Outros Artigos Recomendados