segurança

Orçamento Participativo vai ser investigado pelo Ministério Público

Orçamento Participativo vai ser investigado pelo Ministério Público

A Câmara Municipal de Guimarães vai enviar para o Ministério Público o caso da "falcatrua" no Orçamento Participativo. Segundo informou o presidente da Câmara, esta quinta-feira de amnhã, "existe uma denúncia formal" por parte de um cidadão que tentou votar e não conseguiu, por já estar inscrito sem saber.

O caso deste cidadão vai ser notificado ao Ministério Público por proposta da Comissão da Câmara que estava, até agora, a investigar o caso. Recorde-se que a anterior votação do Orçamento Participativo de Guimarães foi anulada na sequência de uma denúncia em Assembleia Municipal por parte de um deputado da CDU.

Na altura, o responsável revelou que existia "uma grande falcatrua" nas votações. Mais tarde, confirmou-se que foram utilizadas bases de dados públicas para inscrever cidadãos e usar os votos sem a autorização e conhecimento destes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG