O Jogo ao Vivo

Paulo Portas

Paulo Portas foi escutado no âmbito do processo dos submarinos

Paulo Portas foi escutado no âmbito do processo dos submarinos

Em 2009, Paulo Portas foi apanhado em duas escutas telefónicas consideradas relevantes no âmbito da investigação do processo dos submarinos. O então ex-ministro da Defesa e líder do CDS-PP dizia só querer falar por telefone fixo ou encontros presenciais.

"Portas escutado na investigação dos submarinos", titula o Diário de Notícias, esta sexta-feira, num artigo sobre escutas telefónicas que remontam a outubro de 2009, respeitantes a duas conversas entre o atual ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros e Pedro Brandão Rodrigues, ex-deputado do CDS e antigo presidente da Comissão de Contrapartidas.

As escutas do Ministério Publico, consideradas relevantes pelo juiz de instrução Carlos Alexandre, que as mandou transcrever, revelam que Paulo Portas só queria falar do caso dos submarinos por telefone fixo ou em encontros presenciais.

As conversas constam do processo relativo ao advogado Bernado Ayala, que foi arquivado recentemente pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal.