incêndio

PJ identifica menores suspeitos de atear fogos florestais

PJ identifica menores suspeitos de atear fogos florestais

A Polícia Judiciária identificou vários fogos florestais provocados por pelo menos cinco menores de idade na zona Norte do país, informa aquela força policial, esta sexta-feira, em comunicado.

Na tarde desta quinta-feira, a PJ, em colaboração com a PSP e os bombeiros de Valongo, identificou quatro menores - três com menos de 16 anos e um com défice cognitivo - pela alegada autoria de dois incêndios em São João da Madeira.

"Os fogos ocorreram num quadro de comportamento negligente, numa mata situada em Valongo", diz a PJ no comunicado.

Também nesta quinta-feira, em Canidelo, Vila Nova de Gaia, um rapaz de 13 anos foi identificado como suspeito de ter ateado um incêndio florestal. Tudo terá começado como uma brincadeira que acabou com uma área de 400 m2 de mato ardida.

Ainda nesta semana, a PJ e a GNR identificaram um menor de 15 anos como presumível autor do incêndio em Vila Nova de Paiva, Castro Daire, tendo ardido dois hectares de pinheiros e mato.