segurança

Polícias criam empresas para lavar dinheiro do tráfico

Polícias criam empresas para lavar dinheiro do tráfico

Agentes da PSP de Lisboa estão a ser investigados pela PJ e pela PSP, suspeitos de terem criado empresas para lavarem dinheiro associado ao tráfico de droga. Contra os indivíduos existem também suspeitas de associação criminosa, extorsão e segurança privada.

A investigação poderá ter uma conclusão ainda em Fevereiro ou o mais tardar em Março, se bem que a acusação só deva estar pronta em Maio. Foi requerida a especial complexidade do processo, dado o emaranhado de conexões que os investigadores têm vindo a encontrar.

As investigações decorrem de um inquérito do DIAP de Lisboa que levou a uma enorme operação por parte da PSP de Lisboa, em Maio do ano passado e que, por sua vez conduziu à detenção e constituição de arguidos de sete elementos da PSP de Cascais e Estoril, cinco dos quais agentes.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG