Polícia

Sá Fernandes absolvido de difamação em caso com Domingos Névoa

Sá Fernandes absolvido de difamação em caso com Domingos Névoa

O Tribunal de Braga absolveu esta sexta-feira o advogado Ricardo Sá Fernandes da prática de um crime de difamação no julgamento do caso que envolve o empresário Domingos Névoa e que havia sido mandado repetir pela Relação de Guimarães.

A juíza Maria de Fátima Lopes Furtado absolveu ainda Ricardo Sá Fernandes do pedido de indemnização cível que Domingos Névoa havia intentado contra o causídico de Lisboa.

Em causa estavam algumas das afirmações de Ricardo Sá Fernandes à jonalista Ana Paula Azevedo em entrevista publicada a 20 de Janeiro de 2007 na revista "Tabu" do semanário "Sol".

"Mas quando procura ainda vir dizer que fui eu que lhe pedi um financiamento, além de não dar mostras de uma grande inteligência, mostra que está disposto a tudo para enganar os outros. É isto que o transforma, além de um agente corruptor, num vigarista", foi uma das declarações de Ricardo Sá Fernandes que levou Domingos Névoa, da empresa Bragaparques, a processá-lo.

No primeiro julgamento, Sá Fernandes foi condenado por um crime de difamação e ao pagamento de uma indemnização de 10 mil euros, mas recorreu para o Tribunal da Relação de Guimarães, que anulou a sentença e mandou repetir o julgamento, considerando que as afirmações do advogado não podiam ser vistas isoladamente, mas no contexto do caso de corrupção que envolveu o empresário de Braga, antes deste ser absolvido na Relação de Lisboa.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG