segurança

Três mulheres mortas pelos companheiros em menos de 24 horas

Três mulheres mortas pelos companheiros em menos de 24 horas

Em menos de 24 horas, três casos de violência doméstica fatais. Duas mulheres foram mortas a tiro, em Boticas e em Gaia, e outra foi estrangulada, em Olhão. Os presumíveis autores dos crimes são os companheiros, dois deles incapazes de aceitar a separação.

Paula Alexandra Cardoso Morais Guedes, de 49 anos e segunda secretária da Assembleia de Freguesia de Arcozelo, Vila Nova de Gaia, tombou morta no jardim de casa da mãe. Baleada na cabeça. O ex-companheiro entregou-se à PSP, confessando a autoria do crime, apontado pela vizinhança como corolário de uma relação difícil.

Fernanda do Rio, 52 anos, foi surpreendida no quarto da sua residência, em Atilhó (Boticas), cerca da uma hora de ontem, pela agressividade tresloucada do marido, que a matou com golpes de faca e a tiro.

Maria José Costa, com cerca de 60 anos, foi encontrada morta em casa, num prédio junto à Estrada Nacional 125, próximo do centro comercial Ria Shopping. A Polícia Judiciária confirmou as suspeitas de se estar perante um homicídio por estrangulamento. O principal suspeito do crime é o ex-companheiro da vítima, que tinha sido posto fora de casa recentemente, depois de vários episódios de violência doméstica.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa

Outras Notícias