Armando Vara

Armando Vara passou à frente de outros doentes em centro de saúde

Armando Vara passou à frente de outros doentes em centro de saúde

Armando Vara deixou indignados os utentes de um centro de saúde em Lisboa quando, na quinta-feira, passou à frente de todos os doentes e deu ordens a uma médica para lhe passar um atestado, alegando estar com pressa para apanhar um avião.

Um dos doentes que se encontrava no centro de saúde, José Francisco Tavares, de 68 anos, apresentou uma reclamação pelo sucedido. A responsável pelo centro de saúde pediu desculpas pelo episódio, mas acusa Armando Vara de ter abusado dos seus direitos, noticia a TVI.

José Francisco Tavares, reformado, dirigiu-se ao centro de saúde com um ataque de sinusite, esperou cerca de uma hora pela consulta, tal como os restantes utentes, até ver o ex-ministro socialista desrespeitar o ordem de chegada.

A TVI adianta ainda que a médica de serviço ficou surpreendida ao receber Aramando Vara sem o ter chamado, ao que o ex-ministro respondeu que estava com pressa para apanhar um avião e queria que a médica lhe passasse um atestado médico na hora. O que acabou por acontecer.

Em declarações à TVI, a directora do centro de saúde, Manuela Peleteiro, descreveu o sucedido: "O senhor Armando Vara entrou aí como qualquer utente e passou à frente de toda a gente. Entrou no gabinete da médica sem avisar e sem que a médica percebesse que não estava na sua vez. Foi uma situação de abuso absolutamente inconfundível".

A TVI tentou contactar Aramando Vara através do advogado, mas sem êxito.