educação

Autoridade dos professores defendida em livro prefaciado por Passos Coelho

Autoridade dos professores defendida em livro prefaciado por Passos Coelho

O professor do Ensino Superior Santana Castilho apresenta, esta quinta-feira, "O ensino passado a limpo", um livro com algumas propostas para o sector da educação de um Governo PSD, como mais autoridade para os professores dentro das escolas.

O livro é prefaciado pelo líder social-democrata, Pedro Passos Coelho, que garante no prefácio que as propostas de Santana Castilho são "orientações e soluções susceptíveis de serem incorporadas num programa de acção governativa".

Santana Castilho afirmou, a Lusa, que escrever "O ensino passado a limpo" foi "serviço cívico" solicitado pelo líder do PSD, sem qualquer perspectiva de cargo político num eventual Governo social-democrata.

Entre os pressupostos essenciais defendidos por Santana Castilho para inverter o que considera terem sido seis anos "ruinosos" está o do regresso da "hierarquia" à escola: "é absolutamente necessário devolver aos professores a soberania suficiente para leccionarem de forma célere e expedita".

A "cultura igualitária" nas escolas trouxe "galopante falta de autoridade" aos professores, sendo que "nenhuma aula será produtiva se o aluno tiver tanta autoridade como o professor", defende.

"Recuperar os exames nacionais nacionais sérios a todas as disciplinas no fim de todos os ciclos de estudo" é outra proposta de Santana Castilho para um eventual governo em que esteja o PSD.

O livro é apresentado, esta quinta, ao final da tarde, no hotel Tiara Atlantic Park, em Lisboa.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG