Sociedade

Avião da TAP retido em Caracas faz desesperar 250 passageiros

Avião da TAP retido em Caracas faz desesperar 250 passageiros

Cerca de 250 passageiros de um voo da TAP que deveria ter partido de Caracas, na Venezuela, na passada terça-feira, continuam, esta quinta-feira, desesperados à espera de ordem de embarque. Pelo que parece, um problema técnico retém a aeronave naquele aeroporto, mas os passageiros desconhecem os verdadeiros motivos, devido a uma alegada falta de informação por parte da companhia aérea portuguesa.

O voo da TAP TP144 deveria ter partido do aeroporto de Caracas, na Venezuela, às 16.20 horas da passada terça-feira. Os cerca de 250 passageiros fizeram o check-in, mas tiveram de aguardar até às 21 horas para saberem que, devido a um problema técnico, o avião não poderia partir e os passageiros iriam ficar alojados num hotel de cinco estrelas.

"Saímos do aeroporto às 23 horas com fome e sede porque não nos deram água sequer e os restaurantes estavam fechados. Quando chegámos ao hotel vimos que se tratava de uma espelunca de três estrelas", comentou ao JN Raquel Godinho, emigrante naquele país. "Até hoje (esta quinta-feira à tarde), continuamos aqui no hotel sem qualquer informação do que se passa e de quando embarcamos".

Contactado o serviço de Relações Públicas da TAP, o JN foi informado de que a companhia aérea "tem, desde o início, o voo pronto a sair de Caracas, mas impedimentos burocráticos por parte das autoridades locais não permitiram ainda que o voo se realizasse".

Quanto à partida do avião, a TAP informou, de forma lacónica, esperar "que a situação seja resolvida o mais rapidamente possível, com vista a efetuar a operação".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG