Sociedade

Bebé morre em infantário de Queluz

Bebé morre em infantário de Queluz

Um bebé de seis meses morreu, esta terça-feira, num infantário em Queluz, no concelho de Sintra. O caso ocorreu por volta das 15 horas no infantário "A Mimi", junto à estação de comboios, e terá ocorrido por morte súbita.

Uma fonte policial do Comando Distrital de Lisboa disse ao JN que o bebé "estaria a fazer a sesta e uma auxiliar de educação, na sua rotina normal, verificou que a criança estaria de barriga para baixo e que apresentava sinais de que não estava bem por estar sem reação". Para além disso, "foi verificado que um líquido de cor avermelhada saía da boca", mas a fonte policial não soube confirmar se seria sangue.

Uma equipa do INEM foi imediatamente para o local e efetuou várias tentativas de reanimação, que acabaram por não resultar.

Uma fonte dos Bombeiros Voluntários de Queluz confirmou ao JN que também esteve no infantário e que o bebé, um menino, foi encontrado em paragem cardiorrespiratória.

"Não há sinais visíveis de ato criminoso", disse ainda a fonte policial, referindo que o caso não foi entregue à Polícia Judiciária.

O corpo do bebé foi retirado do local, por elementos da PSP, apenas às 21.05 horas, tendo sido encaminhado para o IMEL de Lisboa, onde será realizada a autópsia.

Ao final da tarde, a vizinhança vivia um ambiente de consternação. O infantário funciona há cerca de 20 anos naquele local, um prédio de dois andares. Responsáveis do infantário recusaram prestar declarações ao JN.