Sociedade

Bento XVI apela ao reencontro com a humildade

Bento XVI apela ao reencontro com a humildade

O papa Bento XVI pediu este sábado aos crentes para não se deixarem seduzir pelos atractivos da sociedade de consumo e do "orgulho" da razão liberal, devendo antes reger-se pela humildade e pela mensagem de paz de Jesus.

Na Basílica de São Pedro, durante a tradicional Missa do Galo, Bento XVI, de 84 anos, entrou no templo num estrado rolante e decidiu pela terceira vez antecipar em duas horas a cerimónia solene que celebra o nascimento de Jesus.

O bispo de Roma, que critica com regularidade o excesso de racionalismo e a recusa da transcendência, convidou os fiéis a uma atitude de humildade face ao mistério do Natal: "Se queremos encontrar um Deus que surgiu como uma criança, então devemos prescindir da nossa razão 'liberal' [...], das nossas falsas certezas, do nosso orgulho intelectual", preconizou.

Bento XVI pediu ainda aos 1,1 mil milhões de católicos para rezarem e fez votos "para que apareça um raio da bondade de Deus para todos os que vivem o Natal na pobreza, no sofrimento, na condição de migrantes".

O papa tem denunciado uma persistente fadiga nas últimas semanas, após um ano assinalado por diversas viagens e enormes desafios para a Igreja Católica, como a descristianização ou dolorosos escândalos, em particular os relacionados com a pedofilia.

Outros Conteúdos GMG