Madrid

Centenas de pessoas concentradas junto à estação de Atocha

Centenas de pessoas concentradas junto à estação de Atocha

Centenas de pessoas estão concentradas, esta sexta-feira, próximo da estação de Atocha, em Madrid, num protesto contras as cargas policiais dos últimos dias contra laicos que rejeitam o uso de fundos públicos durante a visita de Bento XVI.

Pouco depois das 20 horas (19 horas em Lisboa) a concentração na zona era tão elevada que obrigou ao corte parcial da rua, onde se encontra uma dezena de carrinhas da polícia e um forte dispositivo de agentes.

Entre os concentrados, convocados pela Democracia Real Já, há cartazes a favor do laicismo do Estado e outras que criticam, em espanhol e inglês, a brutalidade policial.

Na praça Puerta do Sol, destino do protesto, há já outros grupos de manifestantes concentrados.

Nos últimos dias, agentes policiais carregaram contra manifestantes, numa ação condenada pelas organizações cristãs, laicas e cívicas que convocaram o protesto contra os gastos públicos durante a Jornada Mundial da Juventude.

Em conferência de imprensa esta sexta-feira, o director executivo da Jornada, Yago de la Cierva, voltou a rejeitar que fundos públicos tenham sido usados na organização do evento.

Ao mesmo tempo pediu aos jornalistas que diferenciem entre o "movimento 15M", com os quais a organização das jornadas "concorda na superfície" e as "contramanifestações" dos últimos dias.

O Sindicato de Jornalistas de Madrid exigiu, esta sexta-feira, uma investigação à acção policial, já defendida pelas autoridades, depois de imagens divulgadas a mostrarem polícias a agredir um jornalista que estava a fotografar a agressão de um agente a uma jovem.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG