Sociedade

Centro de saúde encerrado devido a derrocada no centro do Porto

Centro de saúde encerrado devido a derrocada no centro do Porto

Uma derrocada num edifício da rua Miguel Bombarda, no Porto, e o risco de ruína da fachada obrigaram, esta segunda-feira, ao encerramento de um centro de saúde e ao corte do trânsito de parte da artéria.

Fonte da Proteção Civil municipal revelou que "o risco é a fachada cair", pelo que parte da rua foi cortada à circulação automóvel para "realizar já" os "trabalhos de mitigação dos estragos", com vista a "salvaguardar a segurança na via pública" antes do regresso do mau tempo.

Por precaução, foi encerrada a Unidade de Saúde Familiar de S. João, instalada no número 234 daquela rua, num edifício contíguo ao da derrocada, indicou a mesma fonte, presente no local.

A fonte da Proteção Civil explicou ainda que os trabalhos com vista a evitar novas derrocadas têm de realizar-se "ainda hoje, por causa das previsões de mau tempo" para terça-feira.

Parte do edifício será demolida de forma controlada, ainda esta segunda-feira, soube o JN no local. Esta demolição parcial não coloca outros edifícios em perigo.

Segundo o Comandante da Proteção Civil Municipal, Rebelo de Carvalho, tudo será feito para que o centro de saúde possa reabrir esta terça-feira. Esta segunda-feira, ao final do dia, será feita uma nova avaliação da situação.

A intenção é "manter a fachada" do imóvel privado e "tentar fixá-la", mas Rebelo de Carvalho admitiu tratar-se de um "trabalho minucioso", alvo de uma "avaliação contínua" em função dos elementos que forem sendo retirados.

PUB

O Batalhão de Sapadores Bombeiros do Porto foi informado do desabamento de "uma das paredes de um edifício" pelas 13.07 horas.

O corte de trânsito na rua Miguel Bombarda começa a seguir ao cruzamento daquela artéria com a rua do Rosário.

*com Lusa

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG