O Jogo ao Vivo

Portugal

Descida "brutal" dos nascimentos em Portugal nos primeiros oito meses

Descida "brutal" dos nascimentos em Portugal nos primeiros oito meses

O número de crianças que nascem em Portugal continua a baixar, tendo este ano sido registados, no final de agosto, menos 5.235 nascimentos do que em igual período do ano passado, segundo dados do rastreio neonatal.

Laura Vilarinho, responsável da Unidade de Rastreio Neonatal do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA), revelou à Lusa que, até ao final de agosto, tinham nascido 59603 crianças.

Nos primeiros oito meses do ano passado, o número de nascimentos foi de 64838, o que indica uma diminuição de 5235 crianças.

Esta descida, que Laura Vilarinho classifica de "brutal", acentua a diminuição de nascimentos que tem vindo a registar-se nos últimos anos.

Em 2011, a barreira dos 100 mil nascimentos não foi ultrapassada em Portugal, situando-se nos 97200.

Laura Vilarinho acredita que, a continuar esta tendência de diminuição, dificilmente os nascimentos irão muito além dos 90 mil este ano.

Esta contabilidade é feita através do Programa Nacional de Diagnóstico Precoce, conhecido como o "teste do pezinho" e que consiste no rastreio a 25 doenças através de uma amostra de sangue.

A amostra de sangue é colhida no pé da criança entre o seu terceiro e sexto dia de vida.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG