Sociedade

Doações compram vagas nos lares das misericórdias

Doações compram vagas nos lares das misericórdias

Queixas de que as IPSS e as misericórdias pedem uma joia para garantir uma vaga em lar são cada vez mais frequentes. É o caso de António Ramos, de Mozelos, a quem terá sido pedida uma de 20 mil euros.

Até há um ano, a mãe de António Ramos, senhora de 89 anos, era completamente autónoma. Entretanto, deu uma queda, foi internada, perdeu mobilidade e, paralelamente, espoletou-se um quadro de Alzheimer. António viu-se obrigado a procurar um lar do setor social para a mãe.

Bateu às portas de muitos, em Vila Nova da Feira, e muitos foram os embates que recebeu. Logo para início de jornada, uma das IPSS visitadas começou por dizer que tinha cinco vagas, acabando por declarar que, afinal, não tinha nenhuma, quando ouviram que a futura utente tinha Alzheimer.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG