Sociedade

Dois mil alunos do ensino profissional sem escola

Dois mil alunos do ensino profissional sem escola

As escolas profissionais estimam que vão perder dois mil alunos no próximo ano letivo, o que pode levar ao despedimento de mais de 300 docentes. O motivo é a diminuição do número de turmas nesta oferta formativa, revelou ontem a Associação Nacional de Escolas Profissionais (Anespo). Só na região de Lisboa e Vale do Tejo a redução é de 20%.

Ao diminuir o número de turmas (a oferta situa-se em 1500 para todo o território nacional), o Ministério da Educação e Ciência (MEC) está a deixar cair a meta de ter pelo menos 50% dos alunos do secundário em percursos de certificação, alerta a Anespo. Atualmente existem 120 mil alunos, mas as turmas apenas vão abranger 40 mil.

Os cortes para 2013/2014 são os "mais drásticos" de sempre, nos 25 anos de existência do ensino profissional, disse ao JN o vice-presidente José Paciência.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa

Outras Notícias