Sociedade

Escolas de economia da Nova e Católica entre as melhores do mundo para o Financial Times

Escolas de economia da Nova e Católica entre as melhores do mundo para o Financial Times

As universidades Nova e Católica voltam este ano a estar classificadas entre as 50 melhores escolas de economia para formação de executivos para o jornal Financial Times.

A Católica-Lisbon School of Business and Economics figura no 18.º lugar do "ranking" do Financial Times para formação de executivos, na vertente de escolas em parceria.

A Nova School of Business & Economics (SBE) está em oitavo lugar na vertente de internacionalização, subindo 11 lugares em relação à lista do ano anterior.

Em comunicado, a Católica assinala que o seu programa de formação de executivos já formou mil dirigentes empresariais e regista que o seu volume de negócios cresceu seis por cento, chegando aos 7,1 milhões de euros.

Entre as parcerias da escola da Católica estão a Kellogg School of Management, a Hong Kong University of Science & technology e a ESADE Business School, com programas que ligam a instituição aos Estados Unidos, África (via Angola) e Ásia.

Quanto à Nova SBE, o seu diretor, José Ferreira Machado, refere que o resultado da escola "é mais um marco a assinalar a dinâmica de crescimento e internacionalização".

A "diversidade do corpo docente, as metodologias de ensino" e a qualidade da formação adaptada às empresas são aspetos que o Financial Times destaca.

O Financial Times já tinha distinguido o mestrado em gestão internacional da Nova SBE como o melhor do mundo.

Outros Artigos Recomendados