Sociedade

Governo dá instruções a escolas para fazerem despedimento coletivo

Governo dá instruções a escolas para fazerem despedimento coletivo

A Agência Nacional para a Qualificação enviou às escolas orientações para extinguirem os centros novas oportunidades, através de despedimento coletivo. Diretores e Fenprof duvidam da legalidade.

As escolas públicas com centros Novas Oportunidades receberam, por email, orientações da Agência Nacional para a Qualificação e Ensino Profissional para que sejam estas a decidir o que fazer com o Novas Oportunidades.

Quem quiser manter aqueles centros terá de o fazer até 31 de agosto com "receitas próprias". As restantes, cujas candidaturas a financiamento foram recusadas, terão de os extinguir. Como? Usando uma das duas minutas enviadas em anexo: uma para despedimento coletivo, outra para despedimento por extinção do posto de trabalho.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa