Sociedade

Judocas da UMinho nus em calendário para ajudar colegas

Judocas da UMinho nus em calendário para ajudar colegas

Os praticantes de judo, alunos e antigos alunos da Universidade do Minho, tiraram a roupa para posar para um calendário e, desta forma, angariar dinheiro para os estudantes mais carenciados. A ideia, lançada por Nuno Gonçalves, fotógrafo e professor de Judo na universidade, foi prontamente aceite pelos alunos.

"Todas as fotos foram tiradas num contexto relacionado com o judo ou com a personalidade de cada estudante", explicou ao JN Nuno Gonçalves.

O calendário, que é oficialmente apresentado, esta quarta-feira, vai ser vendido apenas nas instalações de UMinho e custa cinco euros. Com o apoio da Associação Académica e com autorização da reitoria, o dinheiro obtido com a venda dos calendários ai ser entregue na totalidade ao Fundo Social de Emergência.

Este fundo, independente da ação social, é uma prestação pecuniária atribuída a fundo perdido, isenta de quaisquer taxas, que se destina a colmatar situações pontuais ou dificuldades económico-sociais.

Apoios de 57 mil euros

No ano letivo de 2013/2014 foram apresentadas 86 candidaturas, das quais 51 foram despachadas favoravelmente, tendo sido atribuídos apoios no valor de quase 57 mil euros. Este ano letivo, já foram apresentadas 14 candidaturas e cinco já tiveram decisão positiva. "O fundo destina-se, sobretudo, a alunos que, por qualquer razão, não têm bolsa e vivem com muitas dificuldades financeiras", afirmou Carlos Videira da Associação Académica.

Ricardo Macedo, aluno do Mestrado em Marketing e Estratégia é um dos modelos do calendário. " Existem muitas causas que necessitam de ajuda e da cooperação entre pessoas. Poder fazer a diferença foi a minha principal motivação", explicou.

400 unidades postas à venda

A primeira edição dos calendários com os doze judocas (dez rapazes e duas raparigas) é de quatro centenas de exemplares. Se a procura for muita, será feita uma nova edição. Com vários patrocínios e com o voluntariado dos modelos, todas as verbas obtidas serão para ajudar alunos carenciados.