Sociedade

PS acusa Governo de colocar em causa a escola pública

PS acusa Governo de colocar em causa a escola pública

O secretário nacional do PS, José Luís Carneiro, acusou, este sábado, o Governo de tentar "desviar atenções de uma agenda neoliberal" que pretende "colocar em causa a escola pública, a propósito das irregularidades detetadas na Parque Escolar.

"O que o Governo está a tentar fazer é desviar atenções de uma agenda neoliberal que pretende colocar em causa a escola pública. O PS está interessado na avaliação do projeto Parque Escolar, não podemos é retirar a atenção do que é fundamental: a aposta na escola pública", afirmou José Luís Carneiro.

O responsável socialista respondia assim às questões dos jornalistas sobre as despesas e pagamentos ilegais detetados pelo Tribunal de Contas em contratos da empresa Parque Escolar, criada em 2007 pelo Governo de José Sócrates para levar a cabo o programa de modernização do parque escolar do Estado.

"Não podemos permitir que o Governo utilize estes estratagemas, estes instrumentos, para colocar em causa a aposta fundamental de um Estado de direito democrático: o acesso de todos a uma escola pública de qualidade", frisou José Luís Carneiro.

O secretário nacional socialista frisou que o PS "é favorável à transparência, à prestação de contas e à avaliação rigorosa por parte das entidades competentes".

Por isso, no caso concreto da Parque Escolar, José Luís Carneiro diz que "o PS quer que a avaliação se faça com exigência, rigor, isenção, imparcialidade e independência por parte das entidades que avaliarem esses investimentos".

"Acreditamos que essa avaliação vai chegar à conclusão que o que o Governo está a procurar fazer é desviar as atenções de uma agenda neoliberal que pretende colocar em causa a escola pública. Estas questões devem ser investigadas mas não devem desviar-nos do essencial, que é a aposta na escola pública", frisou, alertando que os socialistas têm "orgulho nos investimentos que o PS fez na escola pública."