Engenharia

Técnico está disposto a aceitar alunos de Engenharia da Católica

Técnico está disposto a aceitar alunos de Engenharia da Católica

Os alunos de engenharia da Universidade Católica Portuguesa, cujos cinco cursos deverão terminar brevemente, poderão ser transferidos para o Instituto Técnico de Lisboa.

A decisão de "descontinuar" os cursos de Engenharia Mecânica, Civil, Biomédica, Informática e Industrial da Católica foi anunciada, quinta-feira, através de um comunicado interno assinado pela reitora e pelo diretor da Faculdade.

Os estudantes ficaram em "pânico" quanto ao futuro, mas, em declarações à agência Lusa, o reitor da Universidade Técnica de Lisboa, António Cruz Serra, revelou que estão a decorrer negociações entre as duas instituições e que "os alunos não ficarão sem estudar".

"Neste momento estamos numa fase de conversa entre os reitores do Técnico e da Faculdade de Engenharia da Católica e há, da nossa parte, disponibilidade total para ajudar a resolver o problema. Acredito que será encontrada uma boa solução para os alunos, que não ficarão sem estudar", contou à Lusa o reitor.

Cruz Serra lembrou que estudam no Técnico cerca de 11 mil alunos e, por isso, a instituição terá facilidade em acolher os pouco mais de 100 estudantes de engenharia da Católica.

"Nós temos disponibilidade total para ajudar a resolver o problema, cumprindo sempre a lei", disse o reitor, lembrando que "só há transferências por concurso". Ou seja, "se houver um concurso de transferências, os alunos da Católica estarão em igualdade de circunstâncias com todos os outros que queiram ser transferidos para a Universidade".

Apesar desta hipótese, que já é falada entre os alunos da Católica, os estudantes continuam preocupados. Em plena época de exames, os alunos foram apanhados de surpresa com o comunicado que veio anunciar o fim dos cursos de engenharia.

ver mais vídeos