Sociedade

Mais de 43 mil professores sem trabalho no novo ano letivo

Mais de 43 mil professores sem trabalho no novo ano letivo

Dos 51 209 professores que concorreram a um contrato para este ano letivo, apenas 7600 foram colocados. Dos docentes do quadro com horário-zero, 1872 não conseguiram mudar de escola.

A colocação de professores contratados sofreu mais um corte significativo. Já no ano letivo anterior, a 31 de agosto ficaram de fora cerca de 4500 docentes. Em 2012/2013, há mais 5147 nessa situação, de acordo com o Ministério da Educação e Ciência (MEC). Sem contar ainda com as bolsas de recrutamento e as contratações de escola, uma vez que, acrescenta a tutela, ficaram por preencher 1714 horários. Na sexta-feira, também os professores que perderam a componente letiva ficaram a saber se vão conseguir dar aulas noutra escola, ou se têm de permanecer no estabelecimento a que pertencem com horário-zero. A 16 de agosto o número era de 5733, após a revelação das listas fixou-se em 1872.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa

Outras Notícias