Sociedade

Ministro garante que só serão contratados os professores necessários

Ministro garante que só serão contratados os professores necessários

O ministro da Educação disse hoje que apenas serão contratados os docentes estritamente necessários tendo em conta não só o enquadramento financeiro do país, mas também porque há cada vez menos alunos.

"Assumo que dado o enquadramento em que estamos e a própria maneira de funcionar da escola pública que contrataremos os professores estritamente necessários", disse Nuno Crato em entrevista à TVI, acrescentando que existe um problema de fundo em Portugal que se prende com a diminuição da população escolar.

Nos últimos três anos, frisou o ministro, registou-se uma diminuição de 14% o que equivale a menos 200 mil alunos no sistema educativo.

"Estamos a contratar os professores estritamente necessários e não sou eu que dito quem são. São as escolas", salientou.

Na entrevista, Nuno Crato assumiu que existe uma pressão das Finanças sobre o seu ministério mas também sobre "toda a gente".

"Estamos numa situação económico financeira em que ninguém compreenderia que procedêssemos de outra maneira. Ninguém compreenderia que andássemos a contratar professores simplesmente por contratar", disse Nuno Crato.

Outras Notícias