Sociedade

Número de professores a contratar em estudo, diz Nuno Crato

Número de professores a contratar em estudo, diz Nuno Crato

O ministro da Educação afirmou, esta segunda-feira, que a Direção Geral da Administração Escolar está a estudar quantos professores será necessário contratar, tendo em vista avançar com "um concurso de vinculação extraordinária ainda antes do concurso de 2013".

À margem da cerimónia de inauguração do novo centro escolar do Mirante de Sonhos, em Ermesinde, Nuno Crato disse que "não estarem definidos critérios" para a vinculação extraordinária.

"Estão a ser feitos estudos na Direção Geral da Administração Escolar, que têm em vista saber quais são as necessidades persistentes do sistema, quais os professores que nós necessitamos de contratar hoje e vamos necessitar de contratar amanhã e depois de amanhã", referiu.

O ministro adiantou também que este aspeto "tem que ser visto em termos locais, de regiões, e em termos de grupos de recrutamento, porque há falta de professores numas áreas e não há falta noutras".

No âmbito da vinculação extraordinária, afirmou, também será tida em conta "a graduação dos professores, há quanto tempo estão no sistema".

"É, de facto, uma situação que nos preocupa, ver os professores há tanto tempo serem ano após ano contratados e não terem uma posição definitiva", sublinhou Crato.

O governante salientou, porém, que estas duas vertentes -- quais as necessidades "persistentes" do sistema e a graduação dos professores -- têm de ser analisadas "no quadro de um país que está com dificuldades financeiras".

"É da conjugação disto tudo que vai sair uma proposta nossa, que vai ser feito um concurso de vinculação extraordinária ainda antes do concurso de 2013", concluiu.

A Federação Nacional dos Professores anunciou na segunda-feira que as negociações do Ministério da Educação com os sindicatos sobre o processo de vinculação extraordinária de professores vão começar no próximo mês.

Em comunicado, a FNE afirma que concordou, numa reunião negocial com o ministro Nuno Crato realizada na sexta-feira, que o processo negocial sobre a vinculação de professores contratados "vai iniciar-se no mês de outubro" e visa definir "critérios e metodologia" para a vinculação.

Para a FNE, o critério essencial deve ser o mesmo consagrado na "lei geral do país", garantindo a vinculação "de todos aqueles que ultrapassam três anos sucessivos de contratação".