Sociedade

Professores do Secundário nas AEC das escolas Básicas

Professores do Secundário nas AEC das escolas Básicas

Há docentes do 2.º e 3.º ciclos e Secundário que estão a completar o horário letivo nas Atividades de Enriquecimento Curricular do 1.º Ciclo. Pais acusam tutela de fazer mudança sem preparar docentes.

A maioria são docentes de Inglês e Educação Física, do 2.oº e 3.oº ciclos, que tinham horário incompleto e foram colocados nas AEC, para preencher as horas letivas. Na região Norte, muitas das autarquias pediram aos diretores antes de lançarem esses concursos que indicassem o número de professores e de horas livres e assim adaptar a oferta aos recursos já existentes.

O dirigente da Confederação Nacional Independente de Pai (CNIPE) garantiu ao JN já ter recebido inúmeras queixas de famílias preocupadas ao verem docentes desorientados por terem à sua frente crianças e não adolescentes, ainda para mais com turmas mistas de diferentes níveis. "Não sabem o que fazer", lamenta Rui Martins, que critica o ministério por não ter preparado os docentes para a mudança que aprovou. A situação é transversal ao país, admitem os presidentes das duas associações de diretores.

"É normal que um professor habituado, durante anos, a ensinar alunos de uma faixa etária reaja à mudança. Tudo vai depender da sua capacidade de adaptação. Mas isso também acontece no início da profissão", sublinha Manuel Pereira. O presidente da Ande considera, no entanto, importante que os agrupamentos ofereçam alguma formação a esses professores para os prepararem para alunos mais novos.

A Fenprof também desdramatiza. Até porque, garante Mário Nogueira, as atividades como Inglês, Ginástica ou Música já eram lecionadas por docentes com habilitação para o 2.oº e 3.oº ciclos a essas disciplinas mas que ficavam de fora das contratações. Com essas habilitações, o tempo de serviço era-lhes contado. O problema, aponta, é o próprio modelo "que permite quase tudo" ao abrir as portas até a quem não tem habilitações.

A flexibilização dos horários no 1.o Ciclo tem a partir deste ano de ser aprovado pelos Conselhos Gerais dos agrupamentos. A medida permite aos docentes das AEC darem mais horas, apesar de se desdobrarem pelas escolas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG