Sociedade

Professores impedidos de entrar em escola por barreira policial

Professores impedidos de entrar em escola por barreira policial

Os professores que esta quarta-feira de manhã deveriam realizar a Prova de Aptidão de competências e Conhecimentos na Escola Secundária Alves Martins, em Viseu, foram impedidos de entrar no estabelecimento por uma barreira policial.

A indignação tomou conta do grupo de professores que tentava entrar dentro do edifício da Secundária Alves Martins, em Viseu, quando foram impedidos de o fazer por uma barreira policial dentro da escola.

Depois de terem sido identificados um a um na portaria da escola, os professores foram impedidos de entrar. Segundo lhes foi explicado, estaria já esgotada a tolerância concedida para o início da prova, pelo que não poderiam entrar na escola.

Os professores protestaram por faltarem ainda dois minutos para esgotar os 15 de tolerância, explicaram ao JN.

Cerca das 11.10 horas, o diretor da escola disponibilizou uma sala para que os docentes realizassem a prova, proposta que recusaram, alegando que o exame já tinha sido divulgado no Facebook e que não estavam reunidas as condições necessárias.

Os professores mantêm-se no átrio da escola e dizem que não saem sem que a direção da Alves Martins lhes passe uma justificação para o facto de não terem efetuada o exame.