propinas

Universidade do Minho aprova aumento de propinas

Universidade do Minho aprova aumento de propinas

A Universidade do Minho aprovou, esta segunda-feira, o aumento de propinas para 1037,20 euros, no próximo ano letivo.

A decisão foi tomada, esta segunda-feira, em reunião de Concelho Geral (CG) da Universidade do Minho (UMinho), após nova proposta da reitoria que havia visto adiada a decisão em maio.

Apesar dos votos contra dos quatro estudantes com representação no CG, as propinas passam de 999,71 euros para 1037,20 euros.

PUB

António Cunha, reitor da UMinho, justificou a proposta como sendo a base para a criação de um fundo social para estudantes carenciados. Mas Hélder Castro, presidente da Associação Académica da UMinho (AAUM), nunca aceitou a justificação e teme que estejam em causa mais abandonos escolares, que no ano letivo anterior se fixaram nos 700. "Não são os restantes estudantes que pagam propinas quem deve ajudar os mais carenciados, mas sim o Estado", frisou o dirigente da AAUM durante uma ação de protesto de sensibilização para os problemas dos estudantes do Ensino Superior.

A reunião do CG da UMinho ainda decorre, mas o aumento das propinas já foi aprovado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG