Sociedade

Escolas de Leiria e Ourém sem aulas por falta de água e eletricidade

Escolas de Leiria e Ourém sem aulas por falta de água e eletricidade

Algumas escolas dos concelhos de Leiria e Ourém suspenderam, esta segunda-feira, a atividade letiva por falta de água e eletricidade, alegando falta de condições para assegurar a higiene e a confeção das refeições escolares.

"Estamos a fazer um levantamento das escolas, mas pela amostra, para já, cerca de metade não tem condições para garantir as aulas, sem luz e sem água", disse, esta segunda-feira. o diretor do Agrupamento de Escolas de Marrazes, Leiria.

Sem fornecimento de água, a Escola Secundária Afonso Lopes Vieira, também ela localizada na freguesia de Marrazes, pondera suspender a atividade letiva, aguardando apenas que a Câmara de Leiria ou os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento indiquem uma previsão para o restabelecimento do fornecimento de água.

"Para já, estamos a ter aulas, já que a energia regressou ontem [domingo], mas temos este problema novo que é a falta de água, que não nos permite assegurar a higiene nas casas de banho e a própria confeção de refeições", explicou o diretor do estabelecimento de ensino, Pedro Biscaia.

Em reunião desde o início da manhã, os responsáveis da autarquia salientaram em comunicado que "a principal prioridade é a reposição do abastecimento de eletricidade em todo o Concelho de Leiria, cujas estruturas ficaram fortemente danificadas, estando a EDP a mobilizar todos os seus recursos de forma a garantir o fornecimento de energia no mais curto espaço de tempo possível".

Uma prioridade explicada pelo facto de os cortes de energia terem provocado falhas nos sistemas de bombagem das captações e reservatórios de elevação de água, levando a que algumas localidades ficassem sem abastecimento de água.

No âmbito da proteção civil, foram mobilizadas as quatro corporações de bombeiros do concelho e trabalhadores do município de Leiria, a que se juntaram Juntas de Freguesia, particulares, empresas e elementos da Base Aérea n.º 5 de Monte Real, para proceder à limpeza das vias.

PUB

No distrito de Leiria continuam a existir concelhos afetados pela falta de energia, casos de Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Pedrógão Grande, Ansião, Leiria e Marinha Grande.

Em Ourém, a Escola EB2,3 de Freixianda encontra-se igualmente sem atividade letiva devido à falta de energia, disse à Lusa o vice-presidente da autarquia.

"Esta situação está a afetar cerca de duas centenas de alunos, sendo que se o problema persistir está a ser equacionada a instalação de um gerador", explicou José Alho.

O presidente da Câmara de Ourém convocou para esta segunda-feira, pelas 17.30 horas, uma reunião de emergência com todas os representantes das "juntas de Freguesia, Assembleia Municipal, serviços do município e das empresas municipais, Segurança Social, autoridades da Administração Central e Regional, EP, EDP, PT, SUMA, SIMLIS, GNR e PSP, VEOLIA e bombeiros do concelho de Ourém de forma a estabelecer um diagnóstico sobre os prejuízos ocorridos e a apresentação de um Plano de Intervenção pós-catástrofe, numa metodologia idêntica à desenvolvida nos grandes incêndios de setembro que ocorreram no concelho".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG