Sociedade

Esgoto revela uma dose de cocaína por 50 pessoas

Esgoto revela uma dose de cocaína por 50 pessoas

A primeira análise em Portugal à presença de metabolitos de cocaína nas águas residuais, que indiciam o consumo da substância, encontrou uma dose diária de 0,1 grama por 50 pessoas.

O estudo efetuado por uma equipa da Faculdade de Farmácia de Lisboa (FFL), coordenado por Álvaro Lopes, especialista em toxicologia forense, a partir de colheitas à entrada na Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Alcântara (Lisboa), foi publicado há poucos dias na revista "Science of the Total Environment da Elsevier".

A análise fina aos dejetos (urina e fezes) detetou 252 gramas de cocaína pura, em 24 horas, numa área por onde terão passado 380 mil pessoas (o valor tem em conta a quantidade de resíduos libertados por homem/dia). O cálculo apoia-se em pessoas que terão passado na zona, porque esta é uma área muito particular da cidade. A ETAR recebe resíduos expelidos dos bares mais frequentados da capital.

Leia mais na edição e-paper ou na edição impressa