Sociedade

Estado vende casas de juízes e arrecada mais de cinco milhões de euros

Estado vende casas de juízes e arrecada mais de cinco milhões de euros

O Ministério da Justiça começou, segunda-feira, a vender as "casas de função" destinadas a acolher os juízes deslocados da área de residência. Como muitas já não têm condições para ser ocupadas, os magistrados judiciais optam por receber o subsídio de compensação para arrendar outra habitação.

Segundo a Direção-Geral da Administração da Justiça existem 150 casas nestas condições, cerca do dobro das que são agora alienadas num primeiro lote de 72 imóveis. Todas somadas, as bases de licitação dão à tutela a perspetiva de arrecadar 5,05 milhões de euros.

A mesma fonte acrescenta que o valor "da venda destes espaços será investida na requalificação de património no setor da Justiça", designadamente "tribunais, estabelecimentos prisionais e centros educativos".

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa