Incêndios

Fogo no Sameiro em Braga dominado

Fogo no Sameiro em Braga dominado

Incêndio florestal de Briteiros, em Guimarães, entrou, esta manhã de segunda-feira, no concelho de Braga. Mais de 100 bombeiros, de corporações de Barcelos, Guimarães, Braga e Famalicão ainda estão no terreno, mas as chamas foram já dominadas ao final da tarde.

As chamas, que ameaçaram casas e entraram em campos agrícolas, foram controladas cerca das 19.15 horas, estando o incêndio em fase de rescaldo.

Segundo fonte dos bombeiros, o forte vento foi o principal obstáculo ao combate às chamas durante o dia.

Este incêndio teve início, domingo às 16 horas, no concelho de Guimarães e chegou a estar dominado ao início da madrugada. No entanto, voltou a ficar descontrolado.

No local estão mais de cem bombeiros, apoiados por 23 veículos operacionais.

Aviões desmobilizados durante a tarde

"O pior já passou", diz José Oliveira, habitante de Espinho, que viu a meio desta tarde de segunda feira os meios aéreos, dois hidroaviões, serem desmobilizados do local.

O incêndio, que começou em Briteiros (Guimarães) e entrou em Braga pelo Sameiro.

Corporações de Braga, Esposende, Famalicão, Guimarães, Vizela e Barcelos, no total de 105 elementos, mantiveram o incêndio afastado de campos agrícolas e habitações.

"As chamas chegaram a tocar no palco", refere Maria Cordeiro, que na Rua de Santo António, onde se ergue uma capela e um palco de festas, viu as "labaredas enormes" avançaram para o parque de merendas que ali existe.

As chamas "beijaram" o palco de festas. As frentes lavram ainda em Santa Leocádia em Briteiros e outra atravessou Espinho por sul e ameaça entrar em Sobreposta (Braga).

"Isto é uma maldade", desabafa uma irmã da ordem de Santa Cruz, que, amarrada à fé, revela factos da terra. "Os incêndios combatem-se quando a floresta ainda está verde", diz.